Translate

RÁDIO VIDA EM CRISO

Ouça a Rádio Vida em Cristo FM 89.1, 24 horas no seu computador. A rádio gospel online que toca as melhores Músicas gospel do Brasil. A rádio que vai toca no seu coração.Confira!

Evangelismo

"EU SOU O BOM PASTOR; O BOM PASTOR DÁ A VIDA PELAS OVELHAS." JOAO 10.11

Google+ Followers

quinta-feira, 17 de maio de 2012

ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL

 
LIÇÃO Nº 08 - DATA: 20/05/2012
TÍTULO: “FILADÉLFIA, A IGREJA DO AMOR PERFEITO”
TEXTO ÁUREO –"Mas qualquer que guarda a sua palavra, o amor de Deus está nele verdadeiramente aperfeiçoado; nisto conhecemos que estamos nele"
 I Jo 2.5.
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE: 
Apc 3.7-13
7  E ao anjo da igreja que está em Filadélfia escreve: Isto diz o que é santo, o que é verdadeiro, o que tem a chave de Davi; o que abre, e ninguém fecha; e fecha, e ninguém abre:
8  Conheço as tuas obras; eis que diante de ti pus uma porta aberta, e ninguém a pode fechar; tendo pouca força, guardaste a minha palavra, e não negaste o meu nome.
9  Eis que eu farei aos da sinagoga de Satanás, aos que se dizem judeus, e não são, mas mentem: eis que eu farei que venham, e adorem prostrados a teus pés, e saibam que eu te amo.
10  Como guardaste a palavra da minha paciência, também eu te guardarei da hora da tentação que há de vir sobre todo o mundo, para tentar os que habitam na terra.
11  Eis que venho sem demora; guarda o que tens, para que ninguém tome a tua coroa.
12  A quem vencer, eu o farei coluna no templo do meu Deus, e dele nunca sairá; e escreverei sobre ele o nome do meu Deus, e o nome da cidade do meu Deus, a nova Jerusalém, que desce do céu, do meu Deus, e também o meu novo nome.
13  Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas.


    I – INTRODUÇÃO:
  Dentre as sete igrejas, a de Filadélfia era a mais perfeita; não recebe a menor repreensão. É cheia do Espírito Santo, e, missionária. Resistiu com sucesso todas às tentativas de Satanás para corromper a sua doutrina.

II - O CENÁRIO:

Filadélfia era pequena, se comparada a Éfeso e a Esmirna. Menor em prosperidade, indústria e prestígio. Achava-se vulnerável aos vulcões e terremotos. Em 17 a.C., um terremoto devastou-a, causando a perda de muitas vidas e bens materiais. No ano seguinte, continuaram os tremores, levando milhares de seus moradores a abandonarem-na.


III – O REMETENTE:

Apc 3.7 - O divino Correspondente identifica-se de maneira mais que apropriada à igreja em Filadélfia. “Isto diz o que é...”:

(A) – SANTO - O Senhor Jesus possui natureza divina, e, como tal, compartilha da santidade de Deus Pai - Sl 16.10; Is 6.3; 40.25; 43.15; At 2.27; 13.35.

Ser santo é estar cortado, separado. Nisto, há dois aspectos:

(1º) - Por Sua santidade essencial, acha-se Jesus separado de Sua criação.
(2º) - Mas, por Sua santidade ética, encontra-se apartado de todo pecado.
(B) – VERDADEIRO - Ele é verdadeiro; é autêntico; não é imitação - 2 Cr 15.3; Apc 19.11.
(C) – SOBERANO - A chave de Davi representa a autoridade de seu ofício real.
Is 22.22 - Apenas Eliaquim podia abrir a porta que dava acesso às riquezas de Ezequias. Mas quando a fechava, ninguém podia abri-la.
De igual modo, Jesus possui a chave do tesouro dos céus, das ricas bênçãos da graça de Deus.

Paulo foi recompensado com muitas portas divinamente abertas - 1 Co 16.9; 2 Co 2.12; Cl 4.3; At 14.27.

Jesus tem a chave de Davi! Ele abre e ninguém fecha e fecha e ninguém abre. Ninguém mesmo! Satanás, não. Demônios, também não. Circunstâncias, não têm este poder. Um governo hostil, menos ainda. O mundo ateu não pode. Ele abre e fecha as portas e ninguém pode alterar, as suas decisões.


IV – CARACTERÍSTICAS DE FILADÉLFIA:

Apc 3.8 – Jesus observa direta e intimamente os negócios desta igreja. Nem mesmo este pequeno rebanho escapa ao Seu controle. Para esta pequena igreja, Cristo abre uma grande porta.

(1) – CRISTO LHE ABRIU UMA GRANDE PORTA – Quando a igreja fielmente serve a Deus, Cristo lhe abre as portas para que ela expanda seu ministério. O que leva as portas a se abrirem? Fidelidade à vontade de Deus. Nada mais, nada menos.
(2) – POUCA FORÇA – Jesus observa que os crentes em Filadélfia têm pouca força!

Isto pode soar como repreensão, mas é apenas a constatação de um fato. O Senhor, entretanto, em nada os condenou. Mostrou que o segredo de guardar a sua palavra era o amor – Jo 14.23.
(3) – OBEDIENTE – Jesus elogia a igreja em Filadélfia: “Guardaste a minha palavra”.

Estes crentes achavam-se fielmente submissos à Palavra de Deus: Pregavam-na, ensinavam-na, obedeciam-na, viviam-na e a compartilhavam. Não se afastavam da Palavra. Qualquer coisa que fizessem, era dirigida pela Palavra de Deus.
(4) – OUSADA – Jesus reconhece: “Não negaste o meu nome” - Esta igreja não se envergonhava do Evangelho. Muitos em Filadélfia, especialmente os judeus incrédulos, forçavam os crentes a negligenciar os ensinamentos de Cristo e a negar a fé.
Mas este pequeno rebanho não se dobraria jamais. Permanecia fiel ao Senhor que os redimira. Onde quer que fossem o nome de Jesus estava sempre em seus lábios. Corajosamente, testemunhavam em cada oportunidade.
(5) – SOFREDORA - Quando Deus abre as portas do céu para nos abençoar, Satanás abre os portões do inferno para prejudicar-nos. Quando uma igreja volta-se para a fé, enfrentará Satanás cara a cara. Foi o que aconteceu em Filadélfia: “Eis que eu farei aos da sinagoga de Satanás...”,
Não são poucas as igrejas que sofrem com tais grupos. Dizendo-se mais santos que os outros, fingem uma espiritualidade, produzem falsas profecias, fabricam visões e inventam sonhos. Hábil e astutamente, jogam a igreja contra o pastor e o pastor contra o rebanho. Eles sabem que dividindo a igreja, ser-lhes-á mais fácil escravizar as pobres e já indefesas ovelhas.
Eles, porém, não irão adiante. O Senhor forçá-los-á a reconhecer que tanto Esmirna quanto Filadélfia contam com todos os favores divinos.
(6) – EXALTADA POR DEUS – Os pretensos judeus passaram a afrontar o pastor e a igreja. Cada vez mais se faziam ousados. Dessa vez, porém, Jesus decidiu intervir! O próprio Cristo encarregar-se-ia por aqueles da sinagoga de satanás em seu próprio lugar! - Apc 3.9.

V – A HORA DA PROVAÇÃO:

Apc 3.10 – Jesus tinha duas promessas específicas para a Igreja do Amor Perfeito: Uma temporal; outra, escatológica. Vejamos:

(1) – A promessa temporal refere-se ao livramento dos ataques que a igreja vinha sofrendo dos falsos judeus.
(2) – A escatológica, diz respeito à Grande Tribulação que, após o arrebatamento da igreja, virá sobre o mundo inteiro – I Ts 1.10; 4.17; 5.9; II Pe 3.8-9.

O retorno do Senhor é a bem-aventurada esperança da Igreja, uma esperança que exige santidade agora (Tt 2.12-14; I Jo 3.2-3).


VI – A COROA DA VIDA:

Apc 3.11 – Este versículo é essencialmente escatológico:

(1) – A VOLTA DE JESUS – “... venho sem demora...” – O alerta do Senhor não admite adiamentos. Jesus impulsionava a igreja a trabalhar enquanto é dia, pois quem esperava a volta de Cristo jamais descansa.
(2) – O GALARDÃO - "... que ninguém tome a tua coroa" - Segundo os Anais da História grega, aos vencedores dos jogos olímpicos se outorgava uma coroa - a coroa da vitória – formada de folhas de louro entrelaçadas. Paulo se serve frequentemente de figuras dessas competições - 2 Tm 2. 5; 4.7-8 cf 1 Co 15.58.

Observemos que Jesus disse: “... ninguém tome a TUA COROA...” – Ou seja, a coroa já é nossa! Permaneçamos, pois, fiéis até a volta de Jesus!


VII – AS PROMESSAS PARA FILADÉLFIA:

Apc 3.12 - O vencedor é o que permanece fiel à Palavra de Deus face à adversidade e à oposição.

(1) - COLUNA NO TEMPLO DE DEUS - Coluna é símbolo de segurança e força. Quando tudo desaba, ela permanece forte e ereta.

Nos tempos antigos, o cidadão distinto possuía uma coluna erguida em sua honra. Mas ele tinha de ser um senador notável, nobre dignitário, famoso filósofo ou respeitado educador. Assim, teria o nome inscrito sobre a coluna a fim de documentar sua contribuição às futuras gerações.

Com base nesta prática, Jesus diz que os vencedores receberiam tal reconhecimento no céu. Toda obra fielmente desenvolvida em Cristo nunca será esquecida. Melhor que termos os nomes gravados nas colunas é sermos colunas no templo de Deus – I Tm 3.15b; cf. Jr 1.18 -, pois Deus mesmo é o Templo da Jerusalém Celeste - Apc 21.22.
(2) – DELE NUNCA SAIRÁ - Jesus nos afiança que nunca deixaremos a presença de Deus. Ele nos fará permanentes no templo celestial.
(3) – GRAVAREI SOBRE ELE TRÊS NOVOS NOMES – Jesus também promete gravar sobre o vencedor:
(3.1) – O NOME DO MEU DEUS - Naqueles dias, escrever o nome de alguém sobre alguma coisa era sinônimo de posse. O senhor escrevia seu nome nos servos como se estivesse marcando animais. Era sinal de posse.
Receber o nome de Deus equivale a pertencer-lhe. Tal relacionamento jamais será quebrado. Seu nome será permanentemente inscrito sobre seus servos. Somos dele para sempre!
(3.2) – O NOME DA CIDADE DO MEU DEUS - Os vencedores receberão plena cidadania na Nova Jerusalém. Destes, serão removidas toda a dor e tristeza. Eles terão acesso à água da vida, comerão da árvore da vida, servirá a Cristo, verão sua face, reinará com Ele e jamais serão molestados pelo ímpio (Ap 21.22).
(3.3) – E O MEU NOVO NOME - Melhor que ter o nome da Nova Jerusalém escrito em nós, é ter o de Cristo. Seu nome representa a completa revelação de sua pessoa. Hoje, ainda não podemos imaginar-lhe a magnitude da glória. Mas quando chegarmos ao céu, o conheceremos tal como é.

Desta forma, a igreja do amor perfeito será selada de modo triplo:

(1) - Pertence a Deus;
(2) - Pertence à cidade de Deus; e
(3) - Pertence ao Filho de Deus.

Sua terna promessa aos que se sentem dolorosamente cientes de suas próprias fraquezas e inseguranças é que, no final, os vencedores pertencerão ao Senhor.


VIII – CONSIDERAÇÕES FINAIS:

Apc 3.13 - A expressão da voz está no singular, mas a referência para ouvir é para "todas" as igrejas. Só não ouvem a "voz" divina:

(A)- Os endurecidos (Hb 3.7);
(B) - Os tardios de coração (Is 6.10);
(C) - Os de olhos fechados (Rm 11.8).

O Espírito Santo continua falando a todos os ouvidos abertos e a todos os corações bem dispostos, em todas essas admiráveis e solenes mensagens. Estaremos ouvindo, realmente? - II Tm 4.4.

Plano de aula: PASTOR GERALDO CARNEIRO FILHO 
IGREJA EVANGÉLICA ASSEMBLEIA DE DEUS EM ENGENHOCA
NITERÓI - RJ


FONTES DE CONSULTA:

Alerta Final – CPAD – Steven J. Lawson
A Vitória Final - CPAD - Stanley M. Horton
Apocalipse Versículo por Versículo - CPAD - Severino Pedro da Silva


Autorizo a todos que quiserem fazer uso dos subsídios colocados neste Blog. Solicito, tão somente, que indiquem a fonte e não modifiquem o seu conteúdo.Deus Abençoe a sua vida e da sua família.
Graça e Paz.

Agradecimento





FEED