Translate

RÁDIO VIDA EM CRISO

Ouça a Rádio Vida em Cristo FM 89.1, 24 horas no seu computador. A rádio gospel online que toca as melhores Músicas gospel do Brasil. A rádio que vai toca no seu coração.Confira!

Evangelismo

"EU SOU O BOM PASTOR; O BOM PASTOR DÁ A VIDA PELAS OVELHAS." JOAO 10.11

Google+ Followers

sexta-feira, 8 de julho de 2011

A OBEDIÊNCIA PRODUZ MATURIDADE

ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL




                                               Lição 02: A OBEDIÊNCIA PRODUZ MATURIDADE
Texto Bíblico Básico Colossenses 3. 18-24;Romanos 6.14,15
09 de Julho de 2011
Texto Áureo.
“Eis que o obedecer é melhor do que o sacrificar, e o atender melhor é do que a gordura de carneiros”(1 Sm 15.22b).
 Objetivos
Ao final do estudo bíblico, o aluno deverá estar apto a:
.entender a importância da obediência;
.compreender que a obediência é um dos elementos importantes no crescimento do cristão;
.Esforçar-se para ser um crente obediente.
COMENTÁRIO
Palavra  introdutória
A virtude da obediência é o estilo de vida que indica o caminho que nos conduz à maturidade em todos os seus aspectos. Pessoas obedientes crescem, evoluem e amadurecem. Elas alcançam o nível estabelecido pelo Senhor em Sua santa Palavra (Ef 4.13). O processo da obediência dura a vida inteira e deva acontecer em nosso viver diário, abrangendo todas as áreas da vida: espiritual, familiar, social, profissional etc.

1. RAZÕES PARA OBEDECERMOS
A oobediência faz bem para o espírito do ser humano, no seu relacionamento com Deus , na comunhão e percepção espiritual. Quando o espírito permitir ser governado pelas leis da obediência dadas por Deus, ocorree um movimento vivo e crescemente até a maturidade.

1.1.A prática da obediência é a verdadeira vida
A vida é um dom exclusivo de Deus . Unicamente Deus pode dar o dom da vida (Ec 6.18,19). Para que o homem possa ter a felicidade que deseja, alcançar o sucesso, crescer, somar, aumentar, multiplicar, abranger, ser útil, ajudar, abençoar,ele precisa descobrir o segredo, a chave, o  elemento, o fator. para que isto se torne realidade.
Deus declara, com firmeza, que a aplicação da obediência em todos os seus aspectos, implicações, privilégios e deveres permite ao ser humano ser feliz, celebrar a vida, cumprir os planos que Deus tem desenhado para cada pessoa; amadurecer, ter firmeza, receber bênçãos e abençoar onde quer que esteja (Gn 12.2).   

1.2.O Senhor Jesus é o maior exemplo de obediência
Esta é uma grande e importante razão que motiva a obediência. O perfil da obediência destaca-se na vida pública e particular do Senhor  Jesus. Em Sua infância com os pais, com Seus discípulos, com as multidões  em Seu ministério público e, acima de todas as coisas, na obediência a Deus. Na vida do Senhor, esta verdade aparece clara, reiteradas vezes em Seus lábios (Jo 6.38).
Na solidão do jardim do Get-sêmani, nas horas  cruciais  quando estava sendo decidido o destino de vida ou morte, salvação ou perdição do ser  humano, suando sangue  com os poros abertos, os quais não suportaram a pressão espiritual, emocional, mental e física, a obediência triunfou, e a salvação da humanidade foi conquistada! (Lc 22.42-44). A mesma regra se aplica a todos  quantos declaram ser Seus discípulos (Mt 10.2a).

1.3. Sem problemas com consciência - Jó 27,6
A consciência é a voz secreta da alma. É a voz interior que aprova o que é certo, honesto e puro e que reprova o que é errado, injusto e sujo. A desobediência é provocada por um espírito (Ef 2.2) que ataca, aloja-se e opera na parte mais importante da alma que é a mente. A mente é o computador da  alma, onde formamos os pensamentos, raciocínios, ideias,conceitos e projeções. Ela precisa estar calma, tranquila, sem acusações, reprovações ou preocupações para ter condições espirituais, emocionais e psicológicas para dirigir a direção do espírito.
A obediência natural elimina todo tipo de conflito interior. O espírito está em paz. Para quem obedece, não existe cobrança de nenhuma espécie. O curso de uma vida obediente é crescente, progressivo, confiável, seguro e direcionado à maturidade. Viva em obediência  e você não terá problemas com a sua consciência.
 1.4. A obediência aos preceitos divinos
Servir ao Senhor não é somente louvar, adorar, cantar, pertencer a uma igreja ou participar de atividades religiosas. É muito mais. O  verdadeiro significado de servir ao Senhor para evoluir, ser forte e amadurecer é conhecer a perfeita vontade de Deus revelada, definida e registrada em Sua Palavra (jO 17.3).
Quando há submissão, esforço e desejo profundo de consagração, a obediência se manifesta; e, como resultado, os preceitos, regras, determinações e mandamentos são cumpridos. Esta é uma atitude louvável e também uma atividade que agrada ao Senhor (Sl 119.168).

2. A DESOBEDIÊNCIA IMPEDE O CRESCIMENTO E A MATURIDADE
A vida de Jonas ( seu nome significa "pomba" ou "pombo") poderia ter sido bem diferente. Muitos problemas seriam evitados se ele tivesse escolhido o caminho da obediência. Deus sempre quer e exige a obediência, daqueles que declaram ser Seus servos.
Quais são as lições que aprendemos com o profeta Jonas? De que forma a desobediência do profeta demonstrou a sua imaturidade? Quais foram os resultados imediatos da desobediência? Finalmente, o que podemos aplicar em nossas vidas, quando Jonas decide obedecer a Deus?

2.1.A desobediência produziu a indiferença
Jonas, na qualidade de profeta  chamado por Deus (2 Rs 14.25), jamais poderia ser indiferente à voz  de Deus, recebia a mensagem e a entregava segundo a ordem do Senhor. Deus fala com Jonas, especificamente  declara  qual seria a missão, o que ele deveria profetizar e qual o lugar onde deveria ir. Jonas, simplesmente, desobedece ao Senhor, indiferente, apático ao que Deus lhe dissera. Ele se omitiu, não deu valor, não prestou atenção, não fez caso ao que Deus lhe incumbira realizar.
A indiferença é um terrvel mal que pode atacar qualquer pessoa, no que diz respeito às coisas boas, ao fazer o bem, ao servir ao Senhor  e cumprir com os propósitos divinos (Sl 142.4). 

2.2. Perdendo a direção, errando os objetivos
Deus envio o profeta para Nínive, mas Jonas decide ir para outro lugar! Que situação terrívei!Certamente esta atitude deliberada e consciente deJonas, entristeceu o coração do Senhor. Deus é Espírito com todas as características de uma personalidade humana, podendo sentir. pensar, desejar e escolher.
Deus Se alegra (Sl 69.30,31;1Rs 3.10); Ele ama (Jo 3.16; Rm 5.8); Deus odeia (1 Rs 11.9); Ele Se entristece (Gn 6.6); Deus ordena (Js 1.10); Ele tem zelo (Dt 6.15). Sendo o Espírito Santo Deus como o Pai e o Filho, possuidor dos mesmos atributos, é preciso muito cuidado para não entristecê-lo (Ef 4.30).
Somos advertidos pelo Senhor a andar no caminho que Ele mesmo estabeleceu na jornada da vida ( Is 30.21).

2.3.A desobediência cria uma atmosfera de medo
Porque Jonas desobedeceu ao Senhor indo para onde Deus  não havia mandado, uma grande tormenta com ventos fortes veio sonbre o mar, atingindo o navio em cheio! Os tripulantes, os marinheiros e todos que estavam na embarcação tiveram muito medo. O medo é um elemento que pertuba, rouba a alegria,deixando as pessoas desprodegidas e inseguras. O medo causa efeitos devastadores (Gn 3.10). Ele pode levar ao desespero.
Sevimos ao Deus  poderoso que nos livrou do medo (Hb 2.15).  

2.4.Atitudes extremas, insensatas e prejudicias
Os marinheiros ussaram todos os seus conghecimentos para tentar vencer a tempestade. Ao ser abordado pelo capitão e pelos tripulantes, Jonas declarou que a única saída para que o mar se alcalmasse era ele ser lançado ao mar . Ele sasbia que, por causa da sua desobediência, muitas pessoas estavam sofrendo e, certamente, o navio seria destruído; e, possivelmente, todos morrreriam. Quando obedecemos, evitamos que as pessoas sofram, e nós também somos guardados do sofrimento (1 Sm 15.22).

3. A QUEM DEVEMOS OBEDECER?
A virtude da obediência é parte do caráter de toda pessoa que cresce firme, estável,obejetivando a maturidade.
Tendo como exemplo a pessoa do Senhor Jesus, precisamos aprender a obedecer; muitas das vezes com sacrifício, renúncia e sofrimento (Hb 5.8). A prática da obediência envolve todas as áreas da nossa vida. Se desejamos viver em paz, sem conflitos interiores, crises de consciência, em harmonia com a família, relacionamento saudável com o proxímo e, acima de tudo, comunhão íntima com Deus, é obrigatório, imperativo e indispensável obedecer!

3.1. Obedecer a Deus - segredo do crescimento
Deus é a fonte e o autor da vida. Ele é o criador de toda raça humana. Isto significaa que Ele tem direito e poder legal  de criação, de propriedade e de autoria sobre todos os seres humanos.
A criação do homem foi a abra-prima do Senhor. O ser humano é o único ser de toda a criação que tem a aparência de Deus (Gn 1.26).
O maior mandamento, o primeiro, é amar a Deus sobre todas as coisas (Mt 12.30). Quem ama obedece, agrada e sempre está junto. Precisamos obedecer â voz de Deus, ouvindo com atenção e praticando o que Ele ordena para que cresçamos em maturidade (Gn 26.5).

3.2.Se Cristo é o Senhor, devemos obedecer-lhe
Estamos evoluindo no caminho da maturidade obedecendo a Deus. O proximo passo é obedecer a Cristo, a quem Deus fez Senhor (At 2.36). A missão do Senhor Jesus neste mundo foi salvar o homem. cumprindo a justiça divina. Elçe veio para mostrar a todos, através do Seu exemplo, que é possível  sewr feliz, viver vitoriosamente, praticar a generosidader, ter um crescimento sustentável até alcançar a maturidade (Jo 15.16).
Maria ententeu que o sucesso da festa do casamento em Caná da Galiléia estava em obedecer ao Senhor (Jo 2.1-10). O ministério de Jesus começa com um grande milagre como resultado da obediência. Se desejamos milagres durante o nosso caminhar terrestre, devemos obedecer ao Senhor Jesus que tem todo o poder (Mt 28.18). No livro de Lucas 6.46,47, o Senhoe Jesus ensina  sobre a importância fundamental da obediência às Suas Palavras.

 3.3. Obedecendo ao Espírito Santo
A pessoa do Espírito Santo, como parte integrante da trindade divina, ppode falar como ocorreu na igreja sediada na cidade de Antioquia. Naquela memorável reunião de consagração espiritual, onde se encontravam os líderes, os pastores, os mestres e os profetas, a voz do Espírito ordenou o envio de Paulo e Barnabé à obra missionária. Imediatamente, sem disculpas, ou argumentos negativos, todos obedeceram e fizeram o que o Espírito Santo determinava.
O tempo que vivemos é conhecido como a dispensação da graça, da igreja e também do Espírito Santo. Quando Ele habita no cristão salvo, unge, inspira e guia a igreja  na verdade proclamada e ensinada pelo Senhor (Jo16.13).Pratique a consagração total do seu corpo, alma e do seu espírito (1Ts 5.23). Entregue-se ao governo e controle do Espírito, permitindo que Ele gere o fruto espiritual em sua vida (Gl 5.22). Rejeite as inclinações da carne, que são totalmente opostas aos desejos do Espírito (Rm 6.12,13).   

3.4.Obediência aos pais sinaliza que estamos amadurecendo
Todos os filhos que obedecem aos pais, que honram os mesmo (a obediência vem acompanhada da honra) são abençoados por Deus com duas promessas específicas (Ef 6.1,2). A primeira: elas sabem como lidar com as contingências da vida e se saem bem. A segunda : os filhos desfrutam de um tempo maior de vida sobre a terra . A vida é um presente de Deus. É  maravilhoso viver com a garantia de ser feliz em tudo aquilo que a vida oferece.
A virtude da  obediência aos pais oferece princípios fundamentais para bom viver que conduz à maturidade. Estude estas referências bíblicas: Êxodo 20.12; Génesis 47.12,29,30; Mateus 15.4-6; 19.19.

3.5.Devemos obedecer às autoridades constituídas
As autoridades são  constituídas de acordo com a permissão de Deus, Elas estão em posição de eminência, liderança e governo.As Escrituras ensinam claramente que todas as pessoas devem prestar obediência, respeito e submissão às mesmas. A desobedenchia, a rebelião, a revolta  e a volta de respeito estabelecem a anarquia, a desordem e trazem enormes prejuízos, individuais e comunitários.
Na carta aos Romanos 13.1-7, o apóstolo Paulo trata sobre a obediência às autoridades detalhadamente em linha com a Palavra de Deus.  Os cristãos romanos viviam em Roma, a capital do mundo, sede do governo mundial. Olhando nesta dimensão, o apóstolo Paulo sentiu a necessidade de ensinar aos cristãos a necessidade e a importância valiosa da obediência às autoridades. Ao obedecer às autoridades, provamos a todos que somos pessoas cumpridoras dos deveres cívicos e sociais, das obrigações profissionais etc. A atitude e a  ação de obediência às autoridades constituídas nos permitem viver em paz, na sociedade, com todos os semelhantes.

3.6. Obediência aos pastores
O  Senhor Deus estabeleceu um poderoso princípio de obediência essencial para crescimento, segurança, fortalecimento e alcance completo da maturidade! Essa iniciativa do Senhor refere-se à obediência que deve ser prestada aos pastores que apascentam o rebanho de Deus aqui no mundo. O trabalho pastoral não é uma profissão. É uma vocação divina, santa, especial e excelente (1 Tm 3.1).
Os pastores são chamados por Deus, escolhidos e nomeados para o exercício do ofício divino (Jr 3.15). Os pastores são dádivas de Deus para a Sua Igreja. A tarefa pastoral é um ministério desenvolvido por pessoas escolhidas, chamadas e vocacionadas (Ef 4.11). Quando a ovelha obedece ao pastor, ela é alimentada adequadamente. O pastor livra a ovelha de comer a erva venenosa e a trata com o leite e o alimento sólido da Palavra de Deus ( 1Pe 2.2). O resultado da boa alimentação espiritual é o crescimento normal, o fortalecimento e a maturidade. 
Na qualidade de ovelhas do rebanho de Deus, estamos caminhando na rota do amadurecimento. Para não se perder, saindo do caminho que conduz ao crescimento, é necessário seguir e obedecer às instruções que o pastor fornece ao guiar o rebanho.
O pastor é aquele que guarda o rebanho. Ele conhece cada uma das suas ovelhas e, todos os dias, com a vara, conta individualmente as ovelhas, tocando em cada uma, chegando junto, dando cobertura e proteção. Obediência aproxima as pessoas espiritualmente, emocionalmente, socialmente, produzindo amizade, companheirismo, segurança, estabilidade e proteção (Jo 10.11-16). 

4. ASPECTOS POSITIVOS 
Obediência à doutrina produz estabilidade (Rm 6.17). Ela deve ser contínua, diária e emergente ( Sl 119.44). Ela é a marca, o sinal da igreja vitoriosa ( Rm 16.19). 
Ela está vinculada à verdade no caminhar (Gl 5.7). Quem é servo, obedece com todo o coração (Ef 6.5,6). Noé  um exemplo de obediência (Gn 6.22). 

5. BÊNÇÃOS DA OBEDIÊNCIA
 Deus não quer a infelicidade de ninguém. Pelo contrário, Ele deseja que todos se salvem e sejam felizes, conhecendo a verdade (1 Tm 2.4). Da mesma forma, o Senhor Jesus declarou o Seu obejetivo em vir ao mundo (Jo 10.10).
Não devemos ocupar a mente com crenças erradas, tais  como: " eu nasci para sofrer... eu não tenho direito à felicidade... eu  nunca vou conseguir... eu sou um fracasso" etc. 
Somos convidados pelo Senhor  para avançar, prosseguir, crescer, evoluir até chegar ao ponto de ser submergido pelas águas purificadoras e sadias do rio de Deus para as nossas vidas.

CONCLUSÃO
A importância, o valor, a eftividade e a grandeza da obediência alegram o coração de Deus e nos permitem viver dignamente em progresso. A obediência revela publicamente o perfil de alguém que, brilhantemente atingiu a maturidade.
Fonte:Editora Central Gospel
Revista: Jovens e Adultos:
Maturidade, essência da vida cristã
Nº20
Comentarista:Pr. Joá Caitano da Silva
Transcrito: por Pb Elcio Bomfim

 

Agradecimento





FEED